Busca no Site:
Notícias
 
20.08.2013 - DILMA DESTINA 42.420 MILHÕES PARA SÃO JOÃO DEL REI
 

Prefeito Helvécio Reis recebe Dilma Rousseff em São João Del Rei, que veio acompanhada dos Ministros Fernando Pimentel, Antonio Andrade e Marta Suplici, os Deputados Reginaldo Lopes e Domingos Savio.

Para São João Del Rei a Presidenta Dilma liberou 42.420 milhões de reais para as obras de restauração dos seguintes prédios históricos: Paço Municipal, Praça dos Expedicionários, Chafariz da Legalidade, Catedral do Pilar, Biblioteca Municipal, Casa de Barbara Eliodoro, Museu Thomé Portes Del Rei, Ponte da Cadeia, Ponte do Rosário, Casa do Barão de São João Del Rei, Ponte do Teatro, Ponte da Estação, Igrejas de São Gonçalo do Amarante, Senhor dos Montes, Bonfim, Rosário, São Francisco, Carmo e Complexo Ferroviário.

Agora totalizando R$ 1,6 bilhão em obras de restauração, o que representa acréscimo de R$ 600 milhões em relação à previsão divulgada em janeiro, a Presidenta Dilma Rousseff anunciou a relação das ações que serão contempladas no PAC Cidades Históricas ao longo dos próximos três anos. "Conhecer, respeitar e preservar as cidades históricas são requisitos para construirmos nosso futuro como nação democrática, civilizada e capaz de se erguer sobre os próprios pés. Investindo no patrimônio Cultural estamos investindo em nós mesmos", disse a presidenta Dilma Rousseff.

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, e a presidenta do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Jurema Machado, participaram da cerimônia, realizada nesta terça-feira, dia 20 de agosto, em São João del-Rei (MG). Além dos recursos para obras que serão destinados a 44 cidades de 20 estados brasileiros, outros R$ 300 milhões serão utilizados como linha de crédito para o financiamento de restauro e obras em imóveis privados localizados em áreas tombadas. O Programa do Governo Federal envolve, em sua formulação e implementação, os Ministérios da Cultura e do Planejamento e o IPHAN.

A ministra Marta Suplicy destaca que “com o PAC Cidades Históricas, a gestão do Patrimônio Cultural ganha uma nova dimensão já que vai além da mera intervenção física nos monumentos protegidos uma vez que reforça o sentimento de pertencimento e de cidadania em relação aos símbolos de nossa cultura”. Jurema Machado também comemora o anúncio ressaltando que “inserir o patrimônio no programa estratégico de desenvolvimento do governo e uma medida emblemática. Os investimentos – o maior volume já disponibilizado para o IPHAN em toda a sua trajetória – significam também mais vitalidade para os ambientes urbanos, tendo o patrimônio cultural como vetor de desenvolvimento”, conclui a presidenta do IPHAN.

O PAC Cidades Históricas, mais do que conservar imóveis tombados, privilegiará a recuperação de edificações destinadas a atividades que favoreçam a vitalidade dos sítios históricos. Entre as 425 obras, 115 serão em imóveis que abrigam equipamentos culturais, como teatros, cinemas e bibliotecas, além dos 39 que museus cujos edifícios também serão recuperados pelo Programa. O sistema de fortificações do litoral brasileiro, valioso como patrimônio e como potencial turístico, será contemplado com nove das mais importantes fortalezas, entre elas a de Sao Marcelo, em Salvador (BA), a dos Reis Magos, em Natal (RN), e a de Nossa Senhora dos Remédios, em Fernando de Noronha (PE). Dando continuidade a uma estratégia que vem sendo adotada com sucesso pelo IPHAN para a dinamização das áreas tombadas, 11 edificações integrantes de campi de universidades públicas também estarão entre as restauradas. O PAC Cidades Históricas dará especial ênfase ao patrimônio ferroviário, hoje sob tutela do IPHAN, com 24 obras que possibilitarão novos usos a estações e conjuntos ferroviários, como, por exemplo, os emblemáticos complexos de Paranapiacaba, em Santo André (SP), e de São João del-Rei (MG). Um vasto conjunto de igrejas tombadas, de valor artístico e cultural, também será preservado. Confira [aqui] o investimento por cidade.

O modelo de desembolso do programa não prevê repasse integral às prefeituras, mas sim a liberação de recursos à medida em que as obras forem licitadas. Os municípios selecionados nesta primeira etapa foram aqueles que preencheram uma ou mais das seguintes condições: possuir bens tombados em nível federal; ser declarados pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade; possuir conjuntos urbanos em situação de risco ao patrimônio edificado; ou serem conjuntos urbanos que constituam marcos no processo de ocupação do território nacional.

A proposta do PAC Cidades Históricas é buscar a recuperação e a revitalização das cidades, a restauração de monumentos protegidos, o desenvolvimento econômico e social e dar suporte às cadeias produtivas locais, com a promoção do patrimônio cultural.

 

 Dermeval Filho e Comunicação do IPHAN 

Fotos do Evento Cliqui Aqui



Clique para imprimir! Voltar a página inicial! Voltar a página anterior!
 
 
 
 












Unimed São João Del Rei

Paulo Rivetti

Camara Municipal de São João Del Rei

TURMA DO BUNEKO

ATLHETIC CLUB

Venha se Hospedar na Morada do Sol

NUCAVE - Núcleo Campos das Vertentes

Stefan Salej

ACESSE OS RESULTADOS DAS LOTERIAS

Fotos dos eventos com cobertura jornalistica de O Raio

FORMULA PARA CÁLCULOS DE JUROS

www.canilmolossosdecamargos.com.br

AGENCIA BRASIL

 

 

 
  A Empresa | Eventos | Guia de Negócios | Legislação | Destaques | Contato | Mapa do Site
Todos os Direitos Reservados © 2018 DACAF - NOTICIAS E EVENTOS
Jornalista Responsável: Dermeval Antônio do Carmo Filho - MTE 17933MG
 
 
Página inicial Dacaf! Revista O Raio!