Busca no Site:
Notícias
 
21.08.2013 - SONEGAR INFORMAÇÕES É ENGANAR O PÚBLICO OUVINTE.
 

A Ética Jornalística é o conjunto de normas e procedimentos éticos que regem a atividade do jornalismo. Ela se refere à conduta desejável esperada do profissional.

Atualmente, o jornalismo oscila entre a imagem romântica de árbitro social e porta-voz da opinião pública e a de empresa comercial sem escrúpulos que recorre a qualquer meio para chamar a atenção e multiplicar suas vendas, sobretudo com a intromissão em vidas privadas e a dimensão exagerada concedida a notícias escandalosas e policiais.

Jornalismo é também definido como "a técnica de transmissão de informações a um público cujos componentes não são antecipadamente conhecidos". Este particular diferencia o Jornalismo das demais formas de comunicação. Atualmente, termo Jornalismo faz referência a todas as formas de comunicação pública de notícias e seus comentários e interpretações.

O tipo de jornalismo de ética duvidosa ou contestável é chamado de imprensa marrom.

Um princípio comum no jornalismo é o da objetividade, que prega que o texto deve ser orientado pelas informações objetivas, não subjetivas — ou seja, descrevendo características do objeto da notícia, e não impressões ou comentários do sujeito que o observa.

Mais recentemente, no entanto, diversos críticos e profissionais têm refutado este princípio, alegando que, na prática, "a objetividade não existe", pois toda construção de texto é um discurso e uma narrativa em que ocorrem seleções vocabulares influenciadas por ideologias, pela práxis e por outros valores subjetivos.

A questão da imparcialidade é também central nas discussões sobre ética jornalística. É difícil distinguir textos jornalísticos objetivos do chamado jornalismo opinativo. Jornalistas podem, intencionalmente ou não, cair como vítimas de propaganda ou desinformação. Mesmo sem cometer fraude deliberada, jornalistas podem dar um recorte embasado dos fatos sendo seletivos na apuração e na redação, focando em determinados aspectos em detrimento de outros, ou dando explicações parciais — tanto no sentido de incompletas quanto de tendenciosas, já que as fontes da apuração estão mais distantes para serem checadas.

Todos os Códigos de Ética do jornalismo incluem como valores e preceitos fundamentais do jornalismo a busca da verdade, a veracidade e a precisão das informações.

No Brasil, o Código de Ética da FENAJ (Federação Nacional dos Jornalistas), estabelece, no art. 2º, I, que "a divulgação da informação precisa e correta é dever dos meios de comunicação e deve ser cumprida independentemente da linha política de seus proprietários" e no art. 2º, II, acrescenta que "a produção e a divulgação da informação devem se pautar pela veracidade dos fatos". Por fim, o artigo 4º afirma que "o compromisso fundamental do jornalista é com a verdade no relato dos fatos, deve pautar seu trabalho na precisa apuração dos acontecimentos e na sua correta divulgação" e o art. 7º, que: "O jornalista não pode  submeter-se a diretrizes contrárias à precisa apuração dos acontecimentos e à correta divulgação da informação"

Por sua vez, a Declaração de Princípios sobre a Conduta do Jornalista, da Federação Internacional de Jornalistas, afirma que "jornalistas dignos do nome" (art. 9º) devem seguir fielmente o princípio estabelecido no artigo 1º: "O respeito à verdade e ao direito do público à verdade é a primeira obrigação do jornalista".

A visita da Presidenta Dilma Rousseff  a São João Del Rei mostrou a tendência facciosa do grupo de comunicação do Senador Aécio Neves.

Suas emissoras ao noticiarem a vinda da Presidenta do Brasil a São João Del Rei, mostrou o lado negativo do fechamento do comércio no entorno da Av. Tancredo Neves, fez questão de enforcar apenas o transtorno que causou a vinda da mandatária do Brasil.

Sonegou aos seus ouvintes e telespectadores os benefícios que a Presidenta proporcionou a Terra de Tancredo Neves.

Deixou de mencionar que com a vinda de Dilma Rousseff  vieram também 43 milhões de reais para reforma e restauro do patrimônio arquitetônico e cultural.

O público ouvinte tem o direito de saber o que a Presidenta do Brasil veio fazer  na terra dos sinos. Sonegar informações e distorcer os fatos é enganar o público que dá audiência ao complexo de comunicação da família Neves.  

Dermeval Filho

Jornalista MTE nº 17.933 DRT. MG



Clique para imprimir! Voltar a página inicial! Voltar a página anterior!
 
 
 
 












Camara Municipal de São João Del Rei

ATLHETIC CLUB

Paulo Rivetti

AGENCIA BRASIL

Unimed São João Del Rei

Stefan Salej

FORMULA PARA CÁLCULOS DE JUROS

www.canilmolossosdecamargos.com.br

Venha se Hospedar na Morada do Sol

ACESSE OS RESULTADOS DAS LOTERIAS

Fotos dos eventos com cobertura jornalistica de O Raio

NUCAVE - Núcleo Campos das Vertentes

TURMA DO BUNEKO

 

 

 
  A Empresa | Eventos | Guia de Negócios | Legislação | Destaques | Contato | Mapa do Site
Todos os Direitos Reservados © 2018 DACAF - NOTICIAS E EVENTOS
Jornalista Responsável: Dermeval Antônio do Carmo Filho - MTE 17933MG
 
 
Página inicial Dacaf! Revista O Raio!