Busca no Site:
Notícias
 
24.03.2014 - CIDADE SEDIA SEMINÁRIO NACIONAL SOBRE A II GUERRA MUNDIAL
 

São João del-Rei sediou,  na última semana, o III SENAB – Seminário Nacional sobre a participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial. Com uma série de palestras no auditório da UFSJ, Missa na Igreja de São Francisco, visita ao Museu da FEB (Força Expedicionária Brasileira), formatura no 11º BI Mth, apresentação de documentário, desfile de antigos carros de combate e coquetel de encerramento, o evento realizado nos dias 19, 20e 21 de março, reuniu militares, historiadores, ex-combatentes, familiares e aspirantes à carreira militar.

   O Seminário foi promovido pela Diretoria de Patrimônio Histórico e Cultural do Exército (DPHCEX), e trouxe a São João del-Rei o seu Diretor, General de Brigada, Márcio Roland Heise. O Encontro contou também com a participação de membros do INCAER – Instituto Histórico e Cultural da Aeronáutica, representado pelo 1º Tenente Tiago Mendonça e da Diretoria de Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha, representada pelo Capitão de Corveta Carlos André Lopes da Silva. Sobre o Museu da FEB, em SJDR, General Heise informa que ‘oferece orientação técnica e recursos para manutenção, mas que a responsabilidade direta pela instituição é do comandante local, no caso, o Ten. Cel. George Feres Kanaan’.

    Dentre as peças do acervo do Museu, que funciona nas dependências do CESC (Antiga Associação dos Sargentos), na Avenida Hermillo Alves, no centro, Coronel Feres chama a atenção para uma mala, que foi entregue a ele, pessoalmente, em Carrancas (MG), no final de 2013, durante um período de exercícios militares naquela cidade. Pronta para ser levada para a Itália, em 1944, a mala ficou guardada, intacta, por quase setenta anos. O Pracinha, Francisco Orlando Ferreira, que se preparava para a Guerra teve um mal súbito e morreu no dia em que se despedia de seus familiares. Uma sobrinha do militar, que guardava a mala e as roupas, fez a doação ao Museu.

    São-Joanense, morador do bairro Segredo, Major Ivan Esteves Alves, 92 anos, foi um destaques entre os palestrantes, com o tema: A guerra que vivi. Ele foi também um dos entrevistados no documentário sobre a vida de Frei Orlando, Patrono do Serviço Religioso do Exército. “Formidável! Senti falta de muita gente, mas foi espetacular!”, declarou o Major após receber o diploma de honra ao mérito pela colaboração na pesquisa e participação no documentário que foi entregue ao Bispo da Diocese de São João del-Rei, Dom Célio Goulart, que, de posse do documento, pode dar início aos tramites eclesiásticos de um possível processo de beatificação de Frei Orlando.

Frei Orlando - Patrono do Serviço Religioso do Exército Brasileiro

   O Historiador e Coronel da Arma de Infantaria, Cláudio Skora Rosty, que trabalha no Centro de Estudos e Pesquisas de História Militar do Exército, foi o responsável pela pesquisa e realização do documentário. “Tudo começou em 2012, no Rio de Janeiro, com o pedido de um padre para que se fizesse um levantamento da Vida de Frei Orlando. O único registro escrito que havia, de autoria de Gentil Palhares, não teria validade canônica, para um eventual processo de beatificação, de acordo com as leis da igreja, pois o autor era Kardecista”, informou Coronel Rosty, que é adepto do Catolicismo Romano.

    Passando por Morada Nova de Minas, cidade natal do Frei; Abaeté, onde despertou para a vida religiosa; Divinópolis, onde fez uma parte do seminário; Belo Horizonte, onde celebrou a primeira missa e São João del-Rei, onde exerceu a maior parte do seu ministério sacerdotal, a pesquisa chegou até parentes, amigos e pessoas que conviveram com o religioso e que dão testemunho de sua vibrante alegria e paixão pelo cuidado com os pobres da cidade. Falando de sua ação religiosa, desde sua famosa ‘sopa dos pobres’, seu socorro aos enfermos, com o auxílio de Afrinha, (Enfermeira prática e Patronesse da Enfermagem da antiga Santa Casa de Misericórdia) e o alistamento para servir à pátria, como voluntário, entre os pracinhas que foram para a Itália, durante a Segunda Guerra Mundial, onde o Frei morreu, vítima de um disparo acidental de arma de fogo, o documentário enaltece a virtudes do Frei Franciscano, que dá nome à praça da Igreja, também conhecida como Largo São Francisco, um dos principais cartões postais de São João del-Rei.

    O próximo SENAB vai acontecer em 2015 e a previsão dos organizadores é a de que seja realizado na cidade de Montese, na Itália, em memória da batalha travada pela Força Expedicionária Brasileira e pelos aliados, com vitória, naquela localidade, em 1945. Em São João del-Rei, todos os anos, no mês de Abril, o Exército realiza uma cerimônia alusiva à data, na Praça dos Expedicionários, no centro da cidade. A mesma Praça, por sinal, foi também um dos cenários do centro histórico, pelo qual passou a caravana que encerrou os eventos do III SENAB. Partindo do pátio do 11º BI Mth, na manhã de sexta-feira, 21, veículos antigos de guerra e veículos novos, com veteranos e militares da ativa trajando uniformes da Segunda Guerra, saíram de São João, passando por Juiz de Fora e Petrópolis, em direção ao Rio de Janeiro, onde na manhã deste domingo, participaram de mais uma cerimônia, no Monumento aos Mortos da Segunda Grande Guerra Mundial, no Aterro do Flamengo.

Texto e Fotos: Luciano Nascimento

 

 

 



Clique para imprimir! Voltar a página inicial! Voltar a página anterior!
 
 
 
 












FORMULA PARA CÁLCULOS DE JUROS

Paulo Rivetti

ACESSE OS RESULTADOS DAS LOTERIAS

Fotos dos eventos com cobertura jornalistica de O Raio

NUCAVE - Núcleo Campos das Vertentes

Stefan Salej

www.canilmolossosdecamargos.com.br

AGENCIA BRASIL

Venha se Hospedar na Morada do Sol

ATLHETIC CLUB

Camara Municipal de São João Del Rei

TURMA DO BUNEKO

Unimed São João Del Rei

 

 

 
  A Empresa | Eventos | Guia de Negócios | Legislação | Destaques | Contato | Mapa do Site
Todos os Direitos Reservados © 2018 DACAF - NOTICIAS E EVENTOS
Jornalista Responsável: Dermeval Antônio do Carmo Filho - MTE 17933MG
 
 
Página inicial Dacaf! Revista O Raio!