Busca no Site:
Notícias
 
16.08.2011 - ANTONIO ANASTÁSIA É ALVO DE CPI
 

Defensor de uma CPI da Corrupção contra Dilma Rousseff, Antonio Anastásia (PSDB) enfrenta a mesma tentativa de parlamentares adversários de investigar fraudes em diversas áreas do governo de Minas. Para opositores, o tucano repartiu cargos entre partidos aliados. Anastásia possui Secretário com bens bloqueados, outro que dirigiu o DNIT, além de ter nomeado para conselho de estatal mineira um ex-senador do Amapá e um ex-prefeito de Cuiabá (MT).

 

Os partidos adversários da presidenta Dilma Rousseff decidiram na última quinta-feira (11/08) caçar assinatura de parlamentares para criar uma grande CPI da Corrupção contra o governo. A idéia tem um adepto ilustre, o governador de Minas Gerais, Antonio Anastásia (PSDB, que a defendeu em uma entrevista também na quinta-feira). 

O tucano está tendo de enfrentar, no entanto, uma tentativa igual Por parte de rivais na Assembléia Legislativa. Para eles, Minas pratica a mesma repartição de cargos que os inimigos de Dilma condenam como responsável pela corrupção que querem apurar via CPI  a conseqüência do “loteamento” também seriam ilegalidades.

 

A criação de uma CPI para investigar irregularidades de autoridades mineiras em áreas diferentes foi proposta em junho pelos opositores de Anastásia. Eles querem botar lupa em casos  de supostas fraudes na concessão de área pública para construção de um hotel e na compra de medicamentos. Passam por ilegalidades em obras do estádio Mineirão. E chega ao repasse de recursos para uma rádio da irmã do antecessor de Anastásia, o Senador Aécio Neves (PSDB)

 

“Esse apetite do PSDB por CPI em Brasília não se repete aqui em Minas”, afirma o ex-líder dos adversários de Anastásia na Assembléia, Deputado Sávio Souza Cruz (PMDB). Para ele, os suposto loteamentos de cargos em Brasília seria “muito pior” em Minas.

 

Um exemplo de “loteamento” que teria terminado em irregularidade tem como protagonista o Secretário Extraordinário de Regularização Fundiária, Manoel Costa. Ele é suspeito de fraude com terras públicas e está com bens bloqueados pela justiça. A Secretaria de Cota não existia antes de Anastásia. Para os inimigos do governador, foi criada só para acomodar o PDT, partido de Costa.

 

O secretariado de Anastásia conta ainda com um ex-dirigente do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (DNIT), tornado sinônimo de fraudes nos últimos tempos e um dos alvos do pedido de CPI da Corrupção em Brasília.

 

Trata-se do Deputado Federal licenciado Alexandre da Silveira, do PPS, partido aliado do PSDB em Brasília e Minas. Silveira foi Diretor-Geral do DNIT entre 2004 e 2005, sob as ordens do ex-ministro dos Transportes Alfredo Nascimento, demitido na recente “faxina” promovida pela presidenta.

 

Em 2006, o Tribunal de Contas da União (TCU) determinou que Silveira devolvesse parte de um pagamento superfaturado que teria ocorrido na gestão dele no DNIT relativo a uma obra rodoviária em Rondônia.

 

A Secretaria comandada por Silveira – Gestão Metropolitana – também não existia antes de Anastásia. No tal, o governador criou seis secretarias, entre permanentes e extraordinários. Todas foram rateadas entre partidos da base aliada do governador”, diz o líder do PT na Assembléia, Rogério Correia.

 

Com cerca de 15 partidos, a base do tucano em Minas é quase tão ampla quanto a de Dilma em Brasília. “ lógica que preside a montagem do governo Anastásia não é administrativa, é da candidatura do Aécio” afirma Sávio Souza Cruz , referindo-se ao sonho presidencial do Senador tucano.

 

Um outro exemplo desta “lógica” seria a nomeação do ex-Senador Papaléo Paes, que é tucano, mas do longínquo estado do Amapá, para ser conselheiro da estatal mineira de energia, a Cemig. Teria sido uma costura de Aécio para agradar um potencial cabo eleitoral em 2014.

 

A Cemig ajudou a abrigar um outro potencial pedido de votos para Aécio, o ex-prefeito de Cuiabá Wilson Santos. Ele é igualmente tucano, pertence a um estado do Centro-Oeste, e foi indicado pela estatal mineira para ser conselheiro de uma empresa controlada pela Cemig no Rio de Janeiro.

 

De Paulo Henrique Amorim, redação “Conversa Afiada”, publicado em Carta Maior em 12/08/2011.



Clique para imprimir! Voltar a página inicial! Voltar a página anterior!
 
 
 
 












NUCAVE - Núcleo Campos das Vertentes

Unimed São João Del Rei

Camara Municipal de São João Del Rei

ATLHETIC CLUB

TURMA DO BUNEKO

Fotos dos eventos com cobertura jornalistica de O Raio

Paulo Rivetti

AGENCIA BRASIL

Stefan Salej

Venha se Hospedar na Morada do Sol

FORMULA PARA CÁLCULOS DE JUROS

www.canilmolossosdecamargos.com.br

ACESSE OS RESULTADOS DAS LOTERIAS

 

 

 
  A Empresa | Eventos | Guia de Negócios | Legislação | Destaques | Contato | Mapa do Site
Todos os Direitos Reservados © 2018 DACAF - NOTICIAS E EVENTOS
Jornalista Responsável: Dermeval Antônio do Carmo Filho - MTE 17933MG
 
 
Página inicial Dacaf! Revista O Raio!